Riscos nas estimativas de recursos minerais

por Ruy Lacourt em 14/Oct/2019
Riscos nas estimativas de recursos minerais

As estimativas de recursos e reservas na indústria de mineração atraem riscos que têm de ser reportados de acordo com as prescrições dos códigos do CRIRSCO (JORC, NI 41-101 e demais).

A reportagem dos riscos obedece às exigências de Materialidade, Transparência e Competência dos Códigos e envolve questões éticas importantes na medida que as estimativas e a avaliação dos riscos correspondentes têm de ser defensáveis ante os pares da associação de classe do Profissional Qualificado (QP).

A referência no Brasil é o Guia CBRR para Declaração de Recursos e Reservas e a Agência Nacional de Mineração (ANM) está alinhando os requerimentos dos Planos de Aproveitamento Econômico (PAEs) com estes padrões.

Simplificando os processos,

Reserva Mineral = Recursos Minerais, Fatores Modificadores.

Portanto,

Riscos (Reserva) = Riscos (Recursos, Fatores Modificadores).

JORC. (2012). The JORC Code. JORC - The Australasian Institute of Mining and Metallurgy, Australasian Institute of Geocientists and Mineral Council of Australia.

 

Os riscos em relação à definição dos recursos minerais, podem ocorrer nas seguintes atividades:

  • Exploração
  • Amostragem
  • QA/QC
  • Interpretação geológica e domaining
  • Estimativa, Interpolação
  • Classificação.

Estimativa de recursos minerais: Processo e riscos associados

• Exploração Sondagens

• Amostragem 

• Interpretação e Domaininig => Modelo Geológico 

 

• Descrição

• Análises químicas, QA/QC

 • Estimativa

 

• Classificação 

É importante ressaltar que deve-se sempre demonstrar os reasonable prospects for eventual economic extraction para os recursos minerais, que dependem de fatores modificadores. A classificação de recursos minerais avalia os erros e riscos nos processos e dá a medida da confiança (e incerteza) das estimativas dos recursos minerais.   

Ruy Lacourt

Engenheiro de Minas Consultor. Mestre em Engenharia Mineral, Economia Mineral (UFOP), MBA em Gestão Estratégica de Negócios (FIA/USP),
Associate in Management Practice (University of Cape Town), Engenheiro de Minas (UFOP). Qualified Person, Registered Member da SME, EUA.

Mais de 30 anos de experiência em desenvolvimento de projetos de mineração, planejamento e operação de mina. Qualified Person com experiência consolidada com os códigos de reportagem do CRIRSCO (JORC, NI 43-101 e outros), desenvolvendo a compliance, respondendo, realizando e acompanhando dezenas de auditorias. Experiência multicultural significante, desenvolvendo projetos de mineração, no Brasil, Canadá, EUA, México, Colômbia, Peru, Chile, Argentina, África do Sul, Austrália e Nova Caledônia.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Instituto Minere

by nerit