Curso Teoria Moderna da Amostragem para Mineração

Amostragem em todas as fases da mineração. Exploração mineral, grade control, planta de beneficiamento e embarque dos produtos

Detalhes do curso

“Uma decisão é tão boa quanto for à amostra na qual ela se baseia. Uma má amostragem pode comprometer todo o processo.”

Este curso vai dar ao aluno uma visão integrada da cadeia produtiva (da exploração ao embarque de produtos) e dentro desse panorama inserir os conceitos de amostragem. Dando ao profissional uma visão do risco de uma má decisão.

O foco está na formação de profissionais aptos a avaliar procedimentos de amostragem em qualquer etapa da cadeia produtiva mineral e tomar as decisões certas na execução e validação de procedimentos de amostragem sem riscos de comprometer os processos e buscando a redução de custos.

Nesse curso serão apresentados de maneira integrada os conceitos sobre amostragem em todas as fases do empreendimento mineiro. Serão detalhados os aspectos da amostragem:

• Na exploração mineral e sua implicância nas estimativas de teor e tonelagem de recursos e reservas. Incluindo procedimentos de amostragem para estimativa de densidade e umidade. Serão discutidos também conceitos de amostragem para ensaios granulométricos em especial para ferro e ouro;

• No “grade control” e sua implicância nas estratégias de lavra e controle da entrada do material na planta de beneficiamento. Incluindo discussões sobre blendagens e tipos de amostragem na mina;

• Na planta de beneficiamento. Incluindo discussões ações a serem tomas em caso da amostragem indicar desvios de qualidade. Serão discutidos também conceitos de amostragem para ensaios granulométricos nos produtos;

• No embarque dos produtos para venda. Incluindo discussões sobre o processo de controle na venda e ações que podem ser tomas em caso de desvios, uma vez que uma má amostragem nessa etapa final pode penalizar toda uma cadeia produtiva; Tudo isso com a integração de QAQC (quality assurance and quality control) para cada fase, focando no conceito da amostragem como parte integrando do controle de qualidade, garantido a materialidade, rastreabilidade e competência dos dados obtidos.

Metodologia

O curso será 80% teórico e 20% prático com exercícios mesmo em sala de aula. Serão apresentados conceitos da Teoria Moderna de Amostragem com um viés prático para que aluno enxergue o dia-a-dia por de trás da matemática.

Serão feitos exercícios em sala e haverá vários debates sobre assuntos a serem pontuados pelo professor. Haverá 4h para discussão de caso dos alunos. Para que o professor possa auxiliar o aluno deverá estar de posse dos procedimentos e fluxogramas adotados no seu projeto. Os exercícios práticos têm como finalidade dar ao aluno uma visão comparativa do complexo processo de amostragem.

Desenvolva

• Domínio técnico sobre cálculos envolvidos para se definir uma amostragem justa.

• Visão ampla da cadeia mineral em dos diferentes processos de amostragem envolvidos.

• Conhecimento para avaliar dentro da sua empresa os procedimentos e técnicas envolvidas, deforma a maximizá-lo, reduzir custo e garantir a “amostra fiel”, que dará aos gestores resultados que balizaram decisões assertivas. Para a empresa ter um profissional com essas qualificações significa ter a confiança de que os resultados que chegam aos gestores estão baseados na realidade.

Quem deve fazer

• Gestores de projetos: aqueles que devem provar de fato que suas ações estão gerando economia e resultados que comprovem os recursos dos investidores.

• Geólogos, Engenheiros de Minas, Engenheiros de Processo, Engenheiros de Produção e técnicos em mineração e geologia com experiência: aqueles que trabalham diretamente com o empreendimento mineral, suas ferramentas e melhores práticas.

• Técnicos de banco de dados e de laboratórios químicos e de preparação física: aqueles que trabalham direto com os dados gerados nos projetos e com os resultados de ensaios químicos e físicos de amostras.

Conteúdo Programático

  • • Qual a real necessidade da amostragem?
  • • Definição de Amostragem;
  • • Definição de Amostra;
  • • Importância da amostragem e impactos que causa no projeto;
  • • Representatividade;
  • • Impactos econômicos de uma “má amostragem”;
  • • Dimensionamento de equipes.
  • Parâmetros de impacto;
       - Efeito Pepita;
       - Heterogeneidade de Constituição;
       - Heterogeneidade de Distribuição;
       - Viés, perdas e contaminações
       - Considerações Práticas da Amostragem de Minérios
       - Amostragem de Fluxos Minerais em Movimento
       - Tipos Especiais de Amostragem em Minerações
       - Tipos de amostradores
  • • A Fórmula de GY
  • • Geoestratégica;
  • • Tipos de Medidas.
       - Sondagens;
       - Malhas;
       - Tipos de “Amostras”
  • • Importância da Homogeneização e Redução de Massa;
  • • Métodos de Homogeneização e Redução de Massa;
  • • Preparação física da amostra no campo;
  • • Preparação física da amostra no laboratório;
  • • Fluxogramas de preparação física;

Professora

Chattered Profession of Geology, membro do Australian Institute of Geoscientists AIG. Bacharel em Geologia (USP), é especialista em Amostragem, QA/QC e Avaliação de Recursos. Participou como CP/ QP e implementação de programas de QA/QC (Quality Assurance and Quality Control) em projetos de grandes players nacionais. Vasta experiência também em modelamento geológico e Geometalurgia.

Investimento

1º Lote - Finaliza dia 12/11/2018

R$ 1.790,00

a vista no boleto ou em até 10x de R$ 195,00

2º Lote - Finaliza dia 21/11/2018

R$ 2.100,00

a vista no boleto ou em até 10x de R$ 225,00

Com a palavra, nossos clientes

Instituto Minere vem se destacando como importante formador de mão-de-obra especializada em mineração, preenchendo uma lacuna deixada pelas universidades na formação técnica tão preciosa às mineradoras.

Mario Trota

Geólogo Consultor em Exploração Mineral

As mídias do IM compartilham conteúdos muito interessantes e que agregam alto valor ao nosso conhecimento. A política de desconto a ex-alunos e a acessibilidade aos responsáveis complementam os benefícios. Parabéns!

Diego de Arvelos Nicolau

Engenheiro Geólogo - KINROSS

Excelentes conteúdos e ótimas dicas para nós profissionais...

Natalia Moura

CEFET SF

O IM nos concede uma ótima oportunidade de estarmos atualizados e sermos profissionais cada vez mais preparados para enfrentar os desafios do mundo moderno. Parabéns ao IM por trabalhar em prol do desenvolvimento da atividade mineradora!

Leonardo Souza

Consultor - CLGeo Soluções em Geologia e Mineração

© Instituto Minere

by nerit