Pós Graduação Geotecnia e Segurança de Barragens e Pilhas

Pós Graduação em Geotecnia e Segurança de Barragens e Pilhas |Lato Sensu| 18 meses com um encontro a cada 2 meses

Detalhes do curso

A Segurança de Barragens nunca esteve tão em evidência quanto no atual momento. Os acontecimentos recentes demonstram a extrema necessidade de desenvolvimento científico e profissional para lidar com os desafios da engenharia, utilizando-se dos melhores recursos e tecnologias.

Tal momento exige mudanças e como tal, os órgãos federais e estaduais têm editado resoluções e atos normativos que modificam significantemente as atuais legislações que regem a Segurança de Barragens. Um exemplo claro dessa afirmativa é a Resolução ANM nº 13/2019, a qual cria normas e obrigações vinculadas à extinção e consequente obrigatoriedade de descaracterização do método construtivo de alteamento à montante, além de outras providências. Sendo assim, é importante que se tenha o domínio dos métodos construtivos de barragens e pilhas (de Estéril e de Rejeito) além do amplo conhecimento das metodologias aplicadas ao monitoramento dessas estruturas.

Além de ser um momento muito oportuno para a comunidade técnica e empresas, já que vivemos um período de mudanças profundas na forma de conduzir a gestão técnica e da compliance na indústria brasileira, este escopo da pós-graduação foi desenvolvido a partir de uma necessidade que o mercado apresenta e que se encontra em pleno aquecimento técnico e científico em matérias fundamentais:

• Fundamentos de Engenharia Geotécnica;
 
Mecânica dos Solos e Rochas;
 Critérios Técnicos e Projetos de Estruturas;
 Planos de Segurança de Barragens e Ações Emergenciais – PSB; PAE; PAEBM;
 Descaracterização de Barragens;
 Sistemas de disposição de rejeitos e resíduos;
 Instrumentação, Monitoramento, Operação e Segurança de Estruturas;
 Governança e Compliance;

A Qualificação

O aluno desenvolverá plenas condições de análises críticas no âmbito da Engenharia Geotécnica essencialmente nos aspectos de análise de projetos, métodos construtivos, procedimentos de operação, manutenção, inspeção e monitoramento, compreendendo e fundamentos da Geotencia, da Mecânica dos Solos e Rochas, somado aos aspectos técnicos e legais segurança de barragens e pilhas de rejeito. Ainda, desenvolverá os aspectos relacionados a aplicação da governança corporativa e compliance aos projetos.

Considerando a proibição do método construtivo de alteamento à montante para barragens de disposição de rejeitos, e em relação às últimas normativas tanto no âmbito federal quanto estaduais, faz-se necessário o desenvolvimento de soluções para DESCARACTERIZAÇÃO DE ESTRUTURAS.

O escopo do curso visa atender aos requisitos das normativas da Agência Nacional de Mineração (ANM) Portaria 70.389/2017 e Resoluções bem como do Ministério de Minas e Energia (MME) e da ANA (Agência Nacional de Águas).

Metodologia

Com 1 encontro a cada 2 meses, o aluno completará as 370 horas do curso em um ano e meio com aulas presenciais para cumprir as disciplinas mais complexas ou que exigem aulas práticas e o restante da carga horária através da plataforma virtual, onde o aluno terá acesso à todo material do curso, fórum com os professores e às vídeo aulas das disciplinas específicas que serão oferecidas à distância.

As aulas presenciais serão realizadas aos sábados e domingos de 8:00 as 18:00, no Hotel Vale da Serra, em Parauapebas, PA.

Quem deve fazer

Engenheiros, Geólogos, Geógrafos, experientes ou recém-formados, docentes e profissionais que atuam na área de consultoria, projetos, fiscalização e gerenciamento de obras que desejam ampliar seus conhecimentos e/ou adquirir competências para análise, projeto e dimensionamento de obras de solos, rochas e rejeitos de mineração.

Inscrição

Envie para o e-mail: posgraduacao@institutominere.com.br os seguintes documentos:

 Currículo
 RG (cópia)
• CPF (cópia)
 Certificado / Diploma de graduação (cópia)
 Histórico de graduação (cópia)
 Comprovante de endereço (cópia)

Inscrições até 20 de Janeiro de 2020. Início das aulas em 25 e 26 de Janeiro de 2020.

A Certificação

A certificação de curso de Pós-graduação lato sensu é da Faculdade Arnaldo. Para recebe-la, o aluno deverá estar integrado ao curso, ser aprovado tanto quanto ao percentual de frequência e ao aproveitamento acadêmico em cada disciplina e à aprovação do Trabalho de Conclusão de Curso.

Programação da Pós

  • 1.1. Mecânica dos Solos – 40h/a
    Terzaghi – o precursor da geotecnia: princípios e fundamentos, pedogênese: origem, formação, identificação e classificação dos solos, ensaios de campo: sondagens geotécnicas (SPT – Standart Penetration Test e CPTU – Piezocone Penetration Test), dilatômetro, Vane Test, Pressiômetro de Ménard, obtenção de amostras deformadas e indeformadas, ensaios de laboratório: análises granulométricas, índices de resistência, limites de Attemberg, limite de liquidez, limite de plasticidade, índices físicos, , compactação dos solos (determinação da umidade ótima, espessura de camadas, tipos de equipamentos), índice de suporte de califórnia, análise de resultados de ensaios, condensação e tratamento de dados de ensaios, geofísica aplicada, mineralogia e argilominerais, permeabilidade dos solos, estudos de deformações e recalques, resistência ao cisalhamento, análises em condições drenadas e não drenadas.
  • 1.2. Prospecção / Pesquisa / Investigações da Engenharia Geotécnica – 30h/a
    Reconhecimento Geográfico, Fundamentos e Técnicas de topográficas, levantamento e mapeamento geológico-geotécnico, estudos de prospecção e pesquisa de recursos para aplicações geotécnica, sondagens geológicas (rotativas, percussivas e mista) identificação e cubagem de jazidas de solos e rochas, mineralogia e petrografia aplicadas à Engenharia Geotécnica.]
  • 1.3. Geologia de Engenharia e Mecânica das Rochas – 40h/a
    Conceitos básicos da Geologia Geral, Geologia Estrutural Aplicada, Fundamentos da Mecânica dos Solos, conceitos/classificação de maciços rochosos, Sistemas RMR, Q, parâmetros para classificação, sondagem rotativa, RQD – Rock Quality Designation, Aplicações da Mecânica das Rochas, Resistência, Porosidade e Permeabilidade, Noções de Cálculos de Estabilidade, Isotropias, Anisotropias, Estudo de Descontinuidades em rochas, Cartografia Geotécnica Aplicada à Engenharia, Escavações e Tuneis, estudo e preparação de fundações para obras geotécnicas, tratamento de patologias e obras de estabilização.
  • 1.4. Metodologia da Pesquisa Científica – 20h/a EAD
    Fundamentos da metodologia científica, a comunicação científica, métodos e técnicas de pesquisa, a comunicação entre orientados/orientadores, normas para elaboração de trabalhos acadêmicos, o pré-projeto de pesquisa, o projeto de pesquisa, o experimento, a organização de texto cientifico (Normas ABNT), definição de objetivos e formulação de hipóteses.
  • 2.1. Barragens e Pilhas – Projetos e Metodologias Construtivas – 40h/a
    Projetos de Barragens – Conceitual, Básico, As Built, As Is, Métodos Construtivos, estudo de viabilidade construtiva associado ao complexo, dimensionamento e determinação de instrumentação para monitoramento. Classificação de barragens, fatores físicos que influenciam na escolha da seção típica de barragem, solos compactados, estudos de permeabilidade e análise da influência da rede de fluxo na estabilidade da estrutura, sistemas e dimensionamento de drenagem e filtros, aspectos construtivos que influenciam na segurança da estrutura.
  • 2.2. Extravasores, Vertedouros e Sistemas de Drenagem Interna e Superficial – 20h/a
    Hidrologia como ciência do ramo da Geotecnia, dimensionamentos de drenagem interna e superficial, escolha do tipo de seção de drenagem, associada ao estudo de hidráulica de canais, drenagem pluvial, áreas de contribuição e influência na vazão de projeto, tipos de extravasores, estudos hidráulicos e hidrológicos, tipos de sistemas extravasores (tulipa, torre e stop log, de soleira livre, sistemas de galerias, dentre outros), dimensionamento e escolha de sistemas extravasores, determinação e dimensionamento das bacias de dissipação.
  • 2.3. Modelagem Numérica de Obras Geotécnicas - Estabilidade de Taludes – 40h/a
    Análises Determinísticas de Estabilidade, Métodos de análise de Estabilidade de Taludes, Métodos de Equilíbrio Limite, Método das Fatias, Método de Fellenius, Bishop Simplificado, Janbu Simplificado, Mohr Coulomb, Spencer, Morgenstern & Price, Sarma, Teoria de Rankine, Método das Cunhas, Análise Determinística de Muro de Contenção, Softwares de Análise de Fatores de Segurança (Slide e GeoSlope), técnicas de estabilização e controle, Ciclo hidrológico, potencial hidráulico, fluxo subterrâneo, fluxo em meios porosos, hidrologia, estabilidade de taludes e encostas, Tipos de rupturas (circulares e planares)
  • 3.1. Inspeção e Monitoramento por Instrumentação – 20h/a
    Aspectos importantes a serem monitorados e inspecionados, inspeção visual, tipos de instrumentos (Poropressão: piezometria, de fluxo: medidores de vazão, indicadores de níveis de água, de deslocamentos: inclinômetros, estações robóticas, radares, marcos superficiais, de volume: medidores de níveis de reservatórios, sismicidade: geofones), operação de instrumentos e leituras, níveis de controle de instrumentação (“carta de risco”), análises de estabilidade vinculadas aos níveis de controle, tipos de inspeção, roteiro para inspeção visual: pilhas e barragens, identificação, classificação e tratamento de anomalias.
  • 3.2. Sistemas de Disposição de Rejeitos e Armazenamento de Água – 20h/a
    Tratamento de minério e geração de rejeitos de mineração, caracterização tecnológica de rejeitos, sistemas de separação (deslamagem, ciclonagem e filtragem), análises laboratoriais de rejeitos, potencial de liquefação de rejeitos, alternativas para sistemas de disposição de rejeitos (barragens e empilhamentos drenados), planejamento e gestão de sistemas de disposição, disposição de rejeitos e estéreis, sistemas de impermeabilização para contenção de rejeitos contaminantes; uso futuro, metodologias de armazenamento de água, sistemas de geração de energia, barragens de uso múltiplo.
  • 3.3. Descaracterização de Barragens – 20h/a - EAD
    Concepção de projetos de descaracterização, instrumentos e monitoramento das estruturas na descaracterização, impactos ambientais associados e critérios de recuperação de áreas degradadas, fechamento de mina.
  • 3.4. Aspectos Normativos de Segurança de Barragens e Pilhas – 20h/a - EAD
    Lei 12.334/2010, Resoluções CNRH 143 e 144/2012, legislações da ANM, ANA e ANEEL, Mecanismos de ruptura (Dam Break), roteiro de elaboração de um PSB – Plano de segurança de Barragens, roteiro de elaboração de um PAE – Plano de Ação de Emergências, grupo de ações coordenadas, níveis de controle e fluxogramas de ações, fichas de inspeção e controle de anomalias, panorama jurídico, Gerenciamento de Riscos de Barragens e Pilhas, Resoluções, Normas ABNT, Guias de Boas Práticas.
  • Desafios Éticos, Governança e Responsabilidade Corporativa, Pilares da Compliance; Construção e operação de sistemas de governança; Estrutura de Governança Corporativa jus aos desafios de gestão e segurança das estruturas.
  • Aula Magna, TCC e Visitas técnicas - 40h/a

Corpo Docente

  • Mestre pela UFMG no Programa de Pós Graduação em Engenharia de Minas, com foco em Geotecnia. Formado em Geologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Especialista em Sistemas Mínero-Metalúrgico Pela Universidade Federal de Ouro Preto e Engenharia de Recursos Minerais pela UFMG. Atuou como coordenador de campo em trabalhos de Aero Geofísica no Brasil e no exterior. Atualmente é Geotécnico de Cavas na Vale onde possui mais de 10 anos de experiência em projetos no Brasil, África e Argentina, com geotecnia e coordenação de equipes. É consultor geotécnico e desde 2016 também atua como palestrante e professor em cursos de engenharia, geologia e pós-graduação.
  • Link para currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3573338290762646
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Engenheira Civil formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Mestre em Geotecnia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ). Possui especialização em Gerenciamento de Projetos. Atualmente atua como Engenheira Geotécnica com atuação em barragem de rejeito. Possui experiência em projetos e acompanhamentos de obras geotécnicas nas áreas Ferroviária, Rodoviária e Aeroportuária. Elaboração de projetos geotécnicos, contemplando estabilidade e recuperação de encostas, realização de investigações geotécnicas de campo, ensaios laboratoriais de geotecnia e pavimentação, serviços técnicos de gerência de pavimentos rodoviários e aeroportuários, elaboração de manuais e relatórios técnicos, planejamento e controle de obras.
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica - 20h/Aula
  • Possui graduação em Ciências Biológicas pela PUC Minas (2002), mestrado em Zoologia de Vertebrados de Ambientes Impactados (2005) e doutorado em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre, concluído na UFMG em 2011. Desenvolveu o Pós-doutorado em Ecologia Evolutiva e Biodiversidade (LEEB) na UFMG em 2015, pesquisando metodologias para a Recuperação Ambiental e Restauração Ecológica de áreas degradadas.. É professora de cursos de Pós-graduação e MBA nas áreas de Gestão, Licenciamento e Perícia Ambiental, Recuperação de Áreas Degradadas e Ecologia. Atua como consultora ambiental desde 2003, com diversos trabalhos realizados em gestão, perícia e licenciamento ambiental para diversas empresas dos setores de mineração, metalurgia, produção de energia, indústria automobilística, produção de bebidas e alimentos, paisagismo, urbanismo e parcelamento de solo. Tem diversas publicações, orientações e trabalhos técnicos desenvolvidos nas áreas de Gestão e Licenciamento Ambiental, Ecologia, Recuperação de Áreas Degradadas e Conservação Ambiental.
  • Link para currículo Lattes - http://lattes.cnpq.br/4789790536067575
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Mecânica dos Solos – 40h/a
  • Possui graduação em Engenharia Civil pelo Centro Universitário do Leste de Minas (UNILESTE) (2015) e mestrado em Geotecnia pela Universidade Federal de Viçosa - UFV (2018). É doutorando em Engenharia Geotécnica pela UFV (2018/2022) e Engenheiro Geotécnico da DF+ Engenharia Geotécnica e Recursos Hídricos. Foi professor do Centro Federal de Educação Técnológica de Minas Gerais - CEFET (2019) e do Centro Universitário Redentor (2018), ministrando disciplinas como mecânica dos solos, tecnologias das construções, edificações, instalações prediais etc. Na graduação, foi bolsista de Iniciação Tecnológica no (CEFET-MG), atuando principalmente nas áreas de materiais de construção e mecânica dos solos. Fez estágio na Gerência de Planejamento e Obras da Prefeitura Municipal de Timóteo e no Departamento de Fiscalização e Obras da Prefeitura Municipal de Marliéria. No mestrado, atuou desenvolvendo correlações entre classificações geomecânicas ajustadas para os maciços rochosos do Quadrilátero Ferrífero - MG e , no doutorado, atua pesquisando caracterizações de propriedades físicas, químicas e mecânicas em perfis de intemperismo de rochas carbonáticas.
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Inspeção e Monitoramento por Instrumentação – 30h/a
  • Mestre pela USP no programa de Pós Graduação em Geotecnia. Formado em engenharia civil pela Universidade Federal do Paraná. Iniciou sua carreira técnica em 2001 no laboratório de pavimentação do DER-PR, e depois no laboratório de mecânica dos solos do LAME-LACTEC. Também exerceu atividades de pesquisa em instrumentação de encostas naturais e hidrelétricas no LACTEC. Em 2005, migrou para geotecnia aplicada à mineração, vindo a trabalhar em empresa de consultoria e projetos em São Paulo, onde teve participação em diversos projetos, avaliações de segurança, fiscalização de sondagens para inúmeros clientes mineradores. Ao final de 2008 entrou para a empresa Vale S.A. para fazer gestão de segurança de barragens e pilhas de estéril, avaliação de projetos, estudos de alternativas de disposição de rejeito e estéril, e acompanhamento de obras. Participou de testes pilotos de novas tecnologias de tratamento de rejeito e disposição, assim como de automação de instrumentação. Tornou-se líder de geotecnia no projeto de automação instrumentação geotécnica do Corredor Norte. Orientou trabalhos de graduação e pós graduação aplicados à geotecnia e ministração de cursos internos. Participa de diversas pesquisas de modelagem computacional e de novas tecnologias de monitoramento.
  • Link para currículo Lattes - http://lattes.cnpq.br/8704580511787935
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Geologia de Engenharia e Mecânica das Rochas – 40h/a
  • Possui Graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007), MBA em gestão de projetos pela USP (2016), Mestrado em Geologia de Engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011), Mestrado em Geotecnia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2015) e Doutorado em Geologia de Engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2017). Geólogo com 12 anos de experiência em planejamento de obras de arte de engenharia civil, como barragens, túneis, etc., inclusive a nível internacional, com elaboração de projetos básicos, executivos e supervisão dos mesmos, estudos ambientais (EIA/RIMA). Atualmente é Pesquisador e Consultor nas áreas de Geologia de Engenharia e Geotecnia, com ênfase em mecânica das rochas, mecânica dos solos, barragens, taludes e meio ambiente, além de investigações de campo, sondagens especiais, instrumentação geotécnica e ensaios de laboratórios. Docente e desenvolvedor de conteúdos didáticos para graduação e pós-graduação. É revisor ad hoc de periódicos e membro de comissões técnicas e Membro do Corpo Editorial dos Periódicos: Nanoscience and Nanotechonology, Journal of Autonomous Intelligence e Characterization and Application of Nanomaterials, International Engineering Journal (REM) e da Revista Fundações e Obras Geotécnicas, sendo ainda coordenador da seção Geotecnia Ambiental.
  • Link para currículo Lattes - http://lattes.cnpq.br/1863804528986291
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Governança e Compliance – 20h/a - EAD
  • Engenheira Eletricista, pela PUC MG, Especialista em Engenharia Econômica pela FDC e MBA executivo em Gestão Empresarial pela FGV. Conselheira de Administração, certificada pelo IBGC desde 2010. Fundadora do canal do You Tube Governança Já. Pesquisadora dos temas Governança, Compliance e Risco e Governança Corporativa e Gestão de Ativos pela Fundação Gorceix em Ouro Preto. Professora da Fundação Dom Cabral, Professora do IBMEC -MG, FUMEC. Professora convidada do Programa Risk University da KPMG desde 2015, Instituto Brasileiro de Governança Corporativa desde 2013. Atua também como consultora e com treinamentos corporativos.
  • Link para currículo Lattes - http://lattes.cnpq.br/7973271674395303
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Modelagem Numérica de Obras Geotécnicas - Estabilidade de Taludes – 40h/a
  • Formado em engenharia civil pela FUMEC, pós-graduado em Estruturas de Concreto Armado e Fundações pela Universidade da Cidade de São Paulo (UNICID), mestrando em Geotecnia pela UFOP na área de “Geotecnia de Contenções e Estruturas de Fundações”. Atualmente trabalha como engenheiro geotécnico da BVP Engenharia e professor do IEC-PUC Minas no curso Master Engenharia em Geotecnia, ministrando as disciplinas “Estabilidades de Taludes e Encostas” e “Métodos Numéricos”. Já projetou mais de 600 obras de contenções ao longo de 18 anos. Tem experiência com projetos de estabilização de taludes e encostas, laudos geotécnicos, monitoramento de taludes e modelagem numérica de obras geotécnicas por equilíbrio-limite e análises de tensão-deformação por elementos finitos.
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.
  • Disciplina: Barragens e Pilhas – Projetos e Metodologias Construtivas – 40h/a
  • Engenheiro de Minas (UFMG) mestre em Engenharia Civil e Gerenciamento pela universidade de Glasgow na Escócia, com especialização em Geotecnia e Gerenciamento de Projetos. Possui experiência em desenvolvimento de projetos de barragens de rejeitos, pilhas de estéril e de taludes. Desenvolveu avaliações de situação de estruturas geotécnicas, avaliação de piping e liquefação. Implementação de sistemas de instrumentação e monitoramento e aplicação de metodologias alternativas para avaliação de estruturas críticas. 
  • * O Instituto Minere não é responsável por quaisquer divergências nas informações enviadas pelos professores.

Investimento

R$ 16.700,00

pagamento a vista

18x R$1.000,00

parcelados

24x R$750,00

parcelados

Com a palavra, nossos clientes

Instituto Minere vem se destacando como importante formador de mão-de-obra especializada em mineração, preenchendo uma lacuna deixada pelas universidades na formação técnica tão preciosa às mineradoras.

Mario Trota

Geólogo Consultor em Exploração Mineral

As mídias do IM compartilham conteúdos muito interessantes e que agregam alto valor ao nosso conhecimento. A política de desconto a ex-alunos e a acessibilidade aos responsáveis complementam os benefícios. Parabéns!

Diego de Arvelos Nicolau

Engenheiro Geólogo - KINROSS

Excelentes conteúdos e ótimas dicas para nós profissionais...

Natalia Moura

CEFET SF

O IM nos concede uma ótima oportunidade de estarmos atualizados e sermos profissionais cada vez mais preparados para enfrentar os desafios do mundo moderno. Parabéns ao IM por trabalhar em prol do desenvolvimento da atividade mineradora!

Leonardo Souza

Consultor - CLGeo Soluções em Geologia e Mineração

© Instituto Minere

by nerit