Curso Modelagem de águas subterrâneas com ModFlow

Introdução aos conceitos teórico-práticos da modelagem hidrogeológica do fluxo de água subterrânea com MODFLOW

Detalhes do curso

Este curso alterna entre palestras e exercícios práticos de modo a abordar todo o processo de modelagem, incluindo desenvolvimento de modelo conceitual, implementação de modelo numérico, calibração de modelo e simulações. Ele apresenta a teoria por trás do MODFLOW-2005 e seus programas relacionados (MODPATH, ZoneBudget, MT3D e RT3D) e aborda o desenvolvimento prático dos modelos tridimensionais de fluxo e transporte de água subterrânea usando o Visual MODFLOW. Além disso, trata dos atributos e funcionalidades das versões mais recentes do MODFLOW (2005, NWT e USG) usando o Visual MODFLOW (interfaces Classic e Flex), e utiliza o PEST para realizar estimativas de parâmetros automatizadas para avaliar a qualidade da calibração do modelo.

O que você vai aprender

• Usar o Visual MODFLOW Flex para projetos tridimensionais de fluxo de água subterrânea e transporte de contaminantes

• Desenvolver modelos conceituais com o Visual MODFLOW Flex

• Desenvolver modelos numéricos tridimensionais com grids apropriados, parametrização, condições de contorno e conceituação hidrogeológica local

• Calibrar modelos para corresponder aos dados de campo observados, isto é, cargas hidráulicas, fluxos e concentrações

• Usar MODPATH para modelar o rastreamento de partículas tridimensionais para a delineação da zona de captura

• Usar o ZoneBudget para avaliar o balanço de água sub-regional dentro do domínio do modelo, tais como surgência de água em cavas, impactos de bombeamento em rios, etc.

• Usar o MT3D para modelar a atenuação natural de contaminantes e simular a remediação

• Calibrar o seu modelo usando o módulo PEST no Visual MODFLOW Flex para melhorar a calibração e avaliar a incerteza

• Utilizar todas as ferramentas do PEST, incluindo recursos como pontos piloto e métodos de regularização para alcançar resultados de calibração expressivos

• Usar o Visual MODFLOW Flex para criar um grid MODFLOW não estruturado usando o MODFLOW USG, a nova e revolucionária versão do popular modelo de fluxo USGS.

Público Alvo

A variedade de tópicos abordados neste curso fornecerá aos modeladores novatos a base de conhecimento necessária para iniciar um projeto, enquanto os tópicos avançados abordados fornecerão aos profissionais experientes insights sobre melhores práticas de modelagem e atualizações sobre novas funcionalidades do MODFLOW. Um conhecimento básico da teoria e conceitos do fluxo de águas subterrâneas é importante.

Requerimentos Mínimos Notebook

Notebook com Windows 7 para cima. Processador Core i3 2ª geração pra cima + 10GB livre em Disco Rígido + 4GB de Memória RAM (mínimo).

Os programas serão enviados previamente a todos os participantes, que receberão também as instruções para a instalação.

Conteúdo Programático

  • • Modelos em hidrogeologia
  • • Fundamentos do fluxo de água subterrânea
  • • Teoria dos modelos matemáticos em hidrologia subterrânea
  • • Dados necessários (marco físico, marco hidrogeológico)
  • • Desenvolvimento de modelo conceitual (limites, arquitetura, balanço global)
  • • Construção de modelo numérico (definir discretização, definir concições iniciais e de contorno, informar parâmetros e variáveis externas)
  • • Tipos de modelos (estacionário, transiente, 2D, 3D, quasi 3D, livre, confinado)         
  • • Teoria do seguimento de partícula e modelagem do transporte de água subterrânea
  • • Instalar os programas: ModelMuse, MODFLOW e MODPATH
  • • Configurar o ModelMuse para trabalhar com MODFLOW e MODPATH
  • • Introduzir o programa, seus menus e pontencialidades
  • • Realização de exemplos simples, com fluxo estacionário e exemplos completos com fluxo transiente e condições de poços, evapotranspiração, rios e drenos. Realizaremos exemplos com o foco no rebaixamento do nível água, no posicionamento de poços, na vazão a ser bombeada e no impacto de superexploração no uso dos recursos hídricos. Para todos esses exemplos, seguiremos algumas etapas básicas para a criação do modelo:
      - Introduzir a discretização espacial (definir a malha)
      - Introduzir a discretização temporal (se existente)
      - Atribuir os dados (condutividade hidráulica, armazenamento, vazão bombeada, etc)
      - Definir as condições de contorno (carga conhecida, fluxo, poço, evapotranspiração, drenos, rios)
      - Executar o modelo
      - Visualizar os resultados
      - Analisar os dados

Professor

Geólogo formado pela Universidade Federal de Minas Gerais, atua como Gerente de Projetos na Water Services and Technologies. Trabalhou inicialmente na Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) na definição de fontes de produção de água e locação de poços tubulares. Em 1997 ingressou na MDGEO - Serviços de Hidrogeologia Ltda realizando trabalhos de modelamento matemático de aquíferos, cadastramentos de nascentes e projetos de rebaixamento do nível d'água para mineração, com foco na drenagem e também nos possíveis impactos na disponibilidade hídrica superficial e subterrânea. Em 2001 entrou para a Companhia Vale, atuando como hidrogeólogo responsável pelo rebaixamento do nível de água na mina Timbopeba em Mariana e nas Minas de Itabira. Coordenou o grupo institucional de recursos hídricos, atuando para a racionalização do uso da água nas unidades operacionais da empresa, além da solicitação e acompanhamento de outorgas. Representou a empresa em comitê de bacia hidrográfica, com envolvimento direto nas questões legais relacionadas com o uso da água. Atuou como Gerente de Projetos e Hidrogeólogo na Schlumberger Water Services, coordenando diversos projetos em hidrogeologia e meio ambiente.

Investimento

1º Lote - Finaliza dia 14/06/2019

R$ 2.200,00

a vista no boleto ou em até 10x de R$ 240,00

2º Lote - Finaliza dia 25/06/2019

R$ 2.400,00

a vista no boleto ou em até 10x de R$ 260,00

Com a palavra, nossos clientes

Instituto Minere vem se destacando como importante formador de mão-de-obra especializada em mineração, preenchendo uma lacuna deixada pelas universidades na formação técnica tão preciosa às mineradoras.

Mario Trota

Geólogo Consultor em Exploração Mineral

As mídias do IM compartilham conteúdos muito interessantes e que agregam alto valor ao nosso conhecimento. A política de desconto a ex-alunos e a acessibilidade aos responsáveis complementam os benefícios. Parabéns!

Diego de Arvelos Nicolau

Engenheiro Geólogo - KINROSS

Excelentes conteúdos e ótimas dicas para nós profissionais...

Natalia Moura

CEFET SF

O IM nos concede uma ótima oportunidade de estarmos atualizados e sermos profissionais cada vez mais preparados para enfrentar os desafios do mundo moderno. Parabéns ao IM por trabalhar em prol do desenvolvimento da atividade mineradora!

Leonardo Souza

Consultor - CLGeo Soluções em Geologia e Mineração

© Instituto Minere

by nerit