QAQC e o banco de dados geológico

por Marcela Tainã em 25/May/2020
QAQC e o banco de dados geológico

Dando continuidade a seqüência de textos sobre QAQC, vamos dissertar sobre banco de dados. (Para ler a primeira matéria: clique aqui)

Banco de dados não é uma exclusividade do empreendimento mineiro, bem como o QAQC também não.

A abordagem sistemática de garantia de qualidade iniciou-se na década de 30. Como era (e ainda é) impraticável fazer a inspeção de 100% dos produtos (ou dos dados) começou a utilização de técnicas estatísticas que permitiam amostrar e testar certa proporção dos produtos (ou dados) para obter qualidade no nível desejado de confiança na qualidade de todo o lote ou produção.

O que esperamos de um banco de dados geológico (ou de qualquer banco de dados) é que ele seja livre de erros. Mas a verificação dado a dado é impraticável, assim utilizamos o QAQC para garantir que as informações apresentem a confiabilidade necessária para a tomada de boas decisões.

 

Marcela Tainã

Membro do Australian Institute of Geoscientists AIG. Bacharel em Geologia (USP), é especialista em Amostragem, QA/QC e Avaliação de Recursos. Participou como CP/ QP e implementação de programas de QA/QC (Quality Assurance and Quality Control) em projetos de grandes players nacionais. Vasta experiência também em modelamento geológico e Geometalurgia.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Instituto Minere

by nerit