Amostragem e QAQC: A busca do conhecimento além da informação

por Marcela Tainã em 05/Nov/2018
Amostragem e QAQC: A busca do conhecimento além da informação

Na era da tecnologia o acesso a informação é amplamente difundido, porém é importantíssimo destacar a diferença entre informação e conhecimento.

Conhecer exige prática, vivencia e esse é o segredo do profissional que trabalha com amostragem e QAQC.  São atividades muito especificas de cada projeto, fase e commodity..

Com esse artigo gostaria de convidá-lo(a) a refletir...

O que é QAQC? Trata-se de uma metodologia utilizada para evitar, identificar e principalmente CORRIGIR os erros em um processo.

O QAQC tem sido um tema muito divulgado e pouco interpretado. A finalidade do QAQC é corrigir e evitar desvios de qualidade minimizando o risco ao tomar uma decisão. Quando se garante a qualidade de uma informação garante-se que a ação tomada baseada nela será “real”. Diante disso, fica clara a exigência internacional de se utilizar QAQC, uma vez que se espera transparência e qualidade das informações, visando como já dito avaliar o risco do empreendimento.

Porém, se o QAQC for avaliado em sua essência, acredito que sua importância torna-se óbvia, uma vez que qualquer empreendedor quer ter ciência da qualidade do seu investimento.

Amostragem é um processo estatístico que visa delimitar o todo avaliando uma parte. Na indústria mineral nos deparamos com a Teoria de Amostragem desenvolvida por Gy. Porém, não é todo o processo de amostragem que pode ser estruturados utilizando essa teoria.

Não utilizamos a Teoria de Gy para definir a amostragem de testemunhos, nem malhas de sedimento de corrente, nem amostras para ensaios de umidade. Isso porque do ponto de vista da Teoria esses são exemplos de medidas e não de amostras.

Porém, vamos generalizar os processos e tratar todos como amostragem, e refletir sobre outra questão ... Como amostrar?

Acredito que a questão de “por que amostrar?” é clara, agora pensando nos processos envolvidos em um empreendimento mineiro vamos exemplificar:

Normalmente não são dadas as amostras de densidade a devida importância. Essas juntamente com as amostras para estimativa de umidade são fatores multiplicadores que fornecem tonelagem: Existem perguntas importantes a serem respondidas... Iremos fazê-las in situ ou em testemunhos? Iremos fazê-las em grandes volumes? Lembrando que o processo de QAQC é parte integrante de todas as atividades, como iremos controlar a qualidade desses dados? Em caso de desvios quais ações devem ser tomadas? Quais litotipos devem ser analisados? Ressaltando que erros de densidade para o minério implicam em menor lucro, porém erros de densidade para o estéril implicam em maior REM e muitas vezes causam grandes impactos na viabilidade do projeto.

O exemplo da densidade é apenas um de muitos, são várias “amostras” e processos envolvidos da jazida ao consumidor e cada um deve ser avaliado na sua particularidade.

Perguntas como “Qual procedimento de QAQC aplicar?”, “Como amostrar?”, “O que amostrar?”, “O que controlar?”, “O que fazer em caso de desvios?”... Entre muitas outras devem ser respondidas a cada etapa e atividade do empreendimento. As respostas para essas perguntas não estão na internet e muitas vezes não estão em livros, pois devido à particularidade de cada material e empreendimento não é possível aplicar “regras de ouro”.

Assim, gostaria de finalizar essa reflexão pontuando a importância de conhecer os conceitos de QAQC e amostragem, mas entender que esses conceitos são “informação” e que o “conhecimento” é muito específico e não deve ser transportado de um empreendimento ao outro e muito menos reciclado e reutilizado em fases diferentes do processo.

A qualidade da informação será garantida aplicando controles específicos para cada projeto, fase e commodity.


 

Marcela Tainã

Membro do Australian Institute of Geoscientists AIG. Bacharel em Geologia (USP), é especialista em Amostragem, QA/QC e Avaliação de Recursos. Participou como CP/ QP e implementação de programas de QA/QC (Quality Assurance and Quality Control) em projetos de grandes players nacionais. Vasta experiência também em modelamento geológico e Geometalurgia.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar

© Instituto Minere

by nerit